arqui]vos de antropo[logia

vita wb

 15 de julho de 1892 em Berlim, nasce Walter Bendix Schönflies Benjamin
1902-1912 Escola Kaiser Friedrich em Charlottenburg
1905-1907 estadia no internato em Haubinda – primeiro contato com o Movimento da Juventude
1910/11 sob o pseudônimo “Ardor”, Benjamin publica na revista Der Anfang o primeiro trabalho literário
1912-1919 ensino superior em Freiburg i. Br., Berlim, Munique e Berna
1915 rompe com as idéias de Gustav Wyneken – relações com Gershom Scholem, Werner Kraft, Felix Noeggerath e Rainer Maria Rilke
1917 casamento com Dora Sophie Pollak
1918 nascimento do filho, Stefan Rafael
1919 doutora-se com a tese O conceito de crítica de arte no romantismo alemão, sob a supervisão de Richard Herbertz, em Berna – relações com Ernst Bloch
1920 conhece Florens Christian Rang
1921 projeto da revista Angelus Novus
1923 estadia na Universidade de Frankfurt a. M.  para a preparação da habilitação – relações com Theodor W. Adorno e Siegfried Kracauer – tradução dos Tableaux parisiens de Charles Baudelaire
1924 viagem a Capri, onde Benjamin conhece Asja Lacis
1924/25 o ensaio As afinidades eletivas de Goethe é publicado na Neue Deutsche Beiträge, de Hugo von Hofmannsthal
1925 habilitação recusada pela Universidade de Frankfurt – Benjamin inicia a tradução de Proust
1926/27 estada de 2 meses em Moscou
1927 início do trabalho sobre as passagens parisienses – primeiro trabalho radiofônico
1928 a editora Rowohlt publica Rua de mão única e A origem do drama barroco alemão
1929 relações mais próximas com Bertolt Brecht
1930 divorcia-se de Dora Sophie – projeto para a revista Krise und Kritik  junto com Bernard von Brentano, Brecht e Herbert Ihering
1932 estada em Ibiza – trabalha na Crônica Berlinense e em Infância em Berlim por volta de 1900
1933 março: emigração para a França– enquanto está exilado, Benjamin publica, entre outras, nas revistas Maß und Wert, Cahiers du Sud, Orient und Occident Das Wort – só é possível publicar na Alemanha sob pseudônimo – início da correspondência intensiva com Gretel Karplus
1934 colaborador regular do Zeitschrift für Sozialforschung – reinício do trabalho sobre as Passagens
1936 A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica – Personalidades alemãs publicado sob o pseudônimo de Detlef Holz, pela editora Vita Nova, Lucerna
1937 início do trabalho sobre Baudelaire
1939 expatriado pela Alemanha – publicado Alguns motivos em Baudelaire na Zeitschrift für Sozialforschung – depois da guerra declarada, interno no campo em Clos St. Joseph, Nevers
1940 retorno a Paris – trabalha as teses Sobre o conceito de história – junho: foge para Lourdes com sua irmã Dora – setembro: após a tentativa frustrada de fuga para a Espanha através dos Pirineus, Benjamin suicida-se, em 26 de setembro, na cidade fronteiriça de Port-Bou
.
Fonte: Das Walter Benjamin Archive | Akademie der Künste